Escolha uma Página

Publicado em 17/07/2020

Talvez pouca gente consiga decifrar o que é hiperidrose, mas basta falar em suor excessivo pra muitas pessoas se identificarem com o tema. Em 2013, uma pesquisa divulgada pelo Instituto IPSOS já apontava a existência de 1,5 milhão de casos de brasileiros que sofriam de excesso de suor.

Os problemas vão muito além do incômodo de sentir o corpo completamente encharcado. O isolamento social, decorrente de bullying, por exemplo, é só um dos problemas que as vítimas de hiperidrose enfrentam. Dá pra imaginar que outras situações, como odor forte e “crises” em momentos inadequados, também façam parte do universo dessas pessoas.

Na contramão dessa realidade, a pesquisa do IPSOS apontou que 71% de quem convive com a hiperidrose nunca procurou um médico ou especialista pra tentar corrigir o problema. Talvez por acharem que não há meios de contorná-lo.

A hiperidrose pode se manifestar já na pré-adolescência, etapa da vida em que a descoberta do corpo ocorre quase sempre em conflito com um olhar mais atento aos próprios “defeitos”. Por isso, nem sempre há uma abertura do paciente à possibilidade clínica.

Mas daqui vou direto ao ponto que interessa:

Tem jeito de conter a hiperidrose? TEM JEITO!

Trata-se de um distúrbio incômodo, mas a ótima notícia é que há meios bem eficazes de diminuir ou até mesmo eliminar de vez boa parte do suor excessivo. Não estou falando de cura definitiva, que por sinal ainda não existe, mas de procedimentos que darão ao paciente, por um período bem considerável, a nítida sensação de que a hiperidrose foi contida. Repetindo a ação periodicamente, o incômodo com o suor abundante ficará para trás.

E a melhor maneira de alcançar resultados expressivos é através da aplicação de toxina botulínica, o botox.

A ação da toxina nesses casos se dá através da contenção das terminações nervosas que liberam as substâncias produtoras de suor, reduzindo drasticamente a quantidade de secreção. A partir da aplicação do botox, os efeitos positivos costumam aparecer em torno de duas semanas. Para isso, o procedimento tem como alvo as áreas de ocorrência mais comuns – nas mãos, pés, axilas e virilha.

É necessário destacar que o suor é importante para o nosso corpo. Ele é uma secreção produzida pelas glândulas sudoríparas com a finalidade de refrigerar o corpo, equilibrando as temperaturas externa e interna ou eliminando o calor provocado pela ação metabólica do organismo.

Por isso, embora seja uma reação desagradável para muita gente, o suor produzido em quantidade normal deve ser encarado como um trabalho essencial do organismo, e que deve ser preservado. Procure orientação especializada apenas se você ou a pessoa próxima estiver enfrentando o excesso de suor. Para este tipo de caso, há tratamento!

Tem alguma dúvida? Mande um e-mail ou entre em contato comigo pelas redes sociais. Eu vou responder às suas dúvidas.

……………………………………………..contato@drayanabarroso.com.br | 33 3272-8022 | 33 3014-8022 | 33 99825-2894 | Rua Peçanha, 773 – Centro – Governador Valadares – MG

error: Protegido
Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.
//

Olá,
É um enorme prazer falar com você. Em que posso te ajudar?