Escolha uma Página

O melasma, essa mancha escura que pode aparecer no rosto, costuma atacar principalmente as mulheres durante a gravidez

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje vou falar de um problema que eu mesma sinto na pele! Sim, é isso mesmo que você leu. E eu estou falando de algo bem visível: o melasma.

O melasma é aquela mancha escura que aparece na pele da gente, principalmente no rosto, meio que de uma hora para outra. Mas ela pode surgir também no pescoço, nos ombros e nos braços. E somos justamente nós, mulheres, que levamos a beleza tão à risca, as maiores vítimas dessas manchas indesejáveis, embora também apareçam nos homens, mas em menor proporção.

Sei lá se serve de consolo, mas na lista das “vítimas” do melasma estão inclusive várias artistas famosas, algumas inclusive conhecidas pela beleza e vitalidade. Ou seja, ele não escolhe raça, religião nem classe social. Estamos todas juntas nessa!

A incidência do melasma é ainda maior em mulheres grávidas, devido às alterações hormonais. Outros fatores associados ao seu surgimento são o uso de pílulas anticoncepcionais, superexposição ao sol e até uso freqüente de telefones celulares, entre outros motivos.

Seja qual for a causa, a verdade é que a sensação não é das melhores pra quem depara com o aparecimento do melasma. Não é algo que costuma ser visto como um charme, por exemplo. E a maior prova disso é que só existem produtos que prometem combater a mancha, nunca realçá-la.

De fato, há uma variedade de cremes clareadores no mercado, mas a maioria deles consegue apenas camuflar as manchas, e ainda assim temporariamente. Não passam de soluções paliativas.

Uma das opções procuradas no mercado é a hidroquinona. Entretanto, seus efeitos colaterais também devem ser levados em conta, já que o produto pode provocar reações desagradáveis como dermatite de contato localizada (que, por sinal, pode provocar uma coceira absurda na região), sensação de queimação da pele e até vasinhos aparentes na face, chamados de telangiectasias. Não é só isso. Também é possível surgirem manchas marrons e ainda mais evidentes do que o melasma devido ao efeito rebote algum tempo depois da interrupção da hidroquinona.

Ou seja, é um tiro no escuro que pode proporcionar um resultado satisfatório, ou, ao contrário, provocar efeitos indesejados, chegando ao ponto até de piorar.

Outro produto é o ácido retinóico, também conhecido como tretinoína. Neste caso, os efeitos colaterais podem ser bem mais graves. Seu uso é contra-indicado para mulheres em período de amamentação, gestantes ou que estão sujeitas a engravidar durante a aplicação ou até um mês após o fim do tratamento. Há inclusive o risco elevado de deformação fetal em caso de exposição ao ácido retinóico, e esse fato deve ser alertado pelo médico que indicar o uso.

Por isso, os problemas decorrentes do melasma não estão somente no reflexo do espelho. Tomar uma escolha errada para combater o problema pode provocar um efeito ainda mais devastador para a saúde.

Considere outras possibilidades. Falarei sobre isso em breve.

……………………………………………..contato@drayanabarroso.com.br | 33 3272-8022 | 33 3014-8022 | 33 99825-2894 | Rua Peçanha, 773 – Centro – Governador Valadares – MG

error: Protegido
//

Olá,
É um enorme prazer falar com você. Em que posso te ajudar?